facebook

02/01/2019

Consulta Pública - Dê sua opinião sobre aditivos alimentares com alumínio

Anvisa recebe comentários e sugestões ao texto da norma que proíbe o uso desses aditivos em várias categorias de alimentos.


alimentosVocê sabe quais os riscos do alumínio para a sua saúde? Entre outros males, segundo especialistas, o impacto do alumínio no organismo pode provocar doenças neurodegenerativas (causadas pela destruição progressiva e irreversível dos neurônios, as células responsáveis pelas funções do sistema nervoso) como Alzheimer, doenças autoimunes (que ocorrem quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo) e até mesmo câncer de mama. Além disso, pessoas com excesso de alumínio no organismo podem ter alterações crônicas como problemas intestinais, inchaço abdominal e má digestão, problemas de pele, dores nas articulações e na musculatura, queda de cabelo, perda de peso e cansaço, entre outros sintomas.

Preocupada com o efeito dos aditivos alimentares contendo alumínio na saúde da população, a Anvisa pretende proibir o uso desses aditivos em várias categorias de alimentos. Para isso, a Agência quer ouvir a opinião de todos os interessados. A maneira pela qual o público em geral pode manifestar sua opinião é participando da consulta pública que estará aberta a partir desta sexta-feira (28/12) até o dia 28 de janeiro de 2019.

O tema da Consulta Pública 583, de 20 de dezembro de 2018, publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) da última sexta-feira (21/12), faz parte da Agenda Regulatória 2017-2020 da Anvisa. Este documento contém os temas estratégicos e prioritários para a Agência e sinaliza o que será regulado por ela nos próximos anos.

Saiba como participar

Enviar comentários e sugestões a respeito deste tema tão importante para a sua saúde é fácil: basta fazer suas contribuições por meio de um formulário eletrônico, que estará disponível durante o período da consulta pública. Quando terminar de preencher o formulário, o participante receberá um número de protocolo. As contribuições recebidas são consideradas públicas e estarão disponíveis a qualquer interessado no menu "Resultado" do formulário, inclusive durante o processo de consulta.

Aqueles que não têm acesso à internet também podem participar. Nesse caso, as sugestões e comentários podem ser enviados por escrito, durante o prazo da consulta (28/12/18 a 28/1/19), para o seguinte endereço: Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Gerência Geral de Alimentos (GGALI) – SIA, Trecho 5, Área Especial 57, Brasília-DF, CEP 71.205-050. 

Excepcionalmente, contribuições internacionais poderão ser encaminhadas em meio físico, para o seguinte endereço: Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Assessoria de Assuntos Internacionais (Ainte) – SIA, Trecho 5, Área Especial 57, Brasília-DF, CEP 71.205-050. 

Após o encerramento do prazo para envio de comentários e sugestões, a Agência irá analisar as contribuições recebidas e publicará o resultado da consulta pública no seu site.

Fonte: Anvisa

NOTÍCIAS

18/03/2019

Guia de elaboração de Plano APPCC - 1ª Parte

1ª Parte do guia traz o passo a passo para criação de um plano APPCC funcional e efetivo.

09/03/2019

ANUFOOD Brazil, versão nacional da Anuga, maior feira de alimentos do mundo, acontece em São Paulo

Feira de negócios exclusiva para o setor de alimentos e bebidas, que será realizada entre os dias 12 e 14 de março de 2019, das 10h às 19h, no São Paulo Expo, em São Paulo.

06/03/2019

Técnico administrativo: prorrogado prazo do concurso

Homologado em março de 2017, o concurso público com 78 vagas para o cargo de técnico administrativo foi prorrogado por dois anos.

04/03/2019

Alimentos: resultados de 2018 e prioridades para 2019

Em reunião com o setor regulado, a Gerência Geral de Alimentos apresentou seu relatório de gestão e os principais resultados alcançados.

04/03/2019

Certidão de venda livre: novo modelo já está em vigor

A mudança padroniza o documento e direciona a emissão para os órgãos competentes.

04/03/2019

Comitê Técnico de Programas de Autocontrole é instituído

Novo modelo de atuação das empresas deve vigorar em todas as cadeiras produtivas, defendeu a ministra Tereza Cristina durante evento no dia 21.

28/02/2019

Anvisa reavalia glifosato e descarta risco de câncer pelo consumo de alimentos

Mas admite possibilidade de problemas a produtores e ao meio rural em casos de aplicação indevida e vai abrir consulta pública para refazer regulamentação

27/02/2019

Aprovada consulta pública sobre glifosato

Resultado da reavaliação com novas regras para uso e aplicação do glifosato ficará disponível por 90 dias. Texto tem como base evidências científicas mais atuais.